De um menino humilde no Rio de Janeiro a um dos Maiores incentivadores  culturais da Capital do Pais

Conheça João Carlos Corrêa

João Carlos Corrêa, 54 anos e pai de três filhas, nascidas em Brasília. Servidor federal, bacharel em educação física e contabilista por formação. Mas sua grande ligação é com a cena cultural de Brasília, cidade da qual se considera cidadão de alma e coração.
Ao longo da sua trajetória, atuou como professor de danças sociais, atleta, artista e político.  Trabalhou na Infraero por quatro anos, no Banco do Brasil por 10 e no Senado por 26 anos, sempre como servidor público.  Durante um ano, foi coordenador de Difusão Cultural da Fundação Nacional das Artes (Funarte), em Brasília.  Atualmente, é assessor político do senador Cristovam Buarque (PPS/DF).
Quem conhece o João, conhece o tangueiro, o sambista, o professor que exerce com alegria o ofício e o sonhador que acredita nas artes como instrumento transformador das pessoas e, através delas, da realidade nas comunidades.
Por anos, esteve à frente da Academia Estilo e Dança, em suas duas unidades, Asa Sul e Asa Norte, contribuindo com a sociedade em projetos como o Dança e Cidadania, para jovens; o Perfume de Mulher, para pessoas cegas; com as Maratonas e Festivais de Dança e com o apoio a artistas e grupos de artes, com os quais sempre se mostrou presente e disponível.
Pelo movimento social, foi conselheiro de cultura do DF por dois mandatos.  Participou efetivamente da criação do Fórum Permanente de Defesa da Pessoa com Deficiência no DF, como Secretário-Geral da entidade.  Ex-atleta, atuou na fundação da Federação de Taekwondo do Distrito Federal.
Ainda no âmbito cultural, foi um dos fundadores do Fórum de Dança do DF, do Fórum Nacional de Dança, do qual é diretor, e da Associação Nacional de Dança de Salão.  Coordenou por duas edições o PELC – Programa de Esporte e Lazer das Cidades, pelo Ministério do Esporte, em 6 Regiões Administrativas do Distrito Federal.  Também coordenou o Circuito Cultural de Dança Afro Brasileira, em 14 satélites do DF, desta feita pela Fundação Palmares.
Liderou vários movimentos em defesa dos equipamentos culturais do Distrito Federal e da lisura na nomeação de seus dirigentes, como o ‘MEXA-SE, Brasília tem Dança’. Conhece bem nossos espaços e nossa gente.
Em 2017, foi convidado para coordenar a FUNARTE – Fundação Nacional de Artes, em Brasília, a convite do então Ministro da Cultura, o deputado Roberto Freire.  Uma missão mais do que gratificante, pautada pelas parcerias para superar com sucesso as adversidades da gestão frente a um país conturbado política e economicamente.  Saíram, ele e a Funarte, maiores do que quando João Carlos assumiu.
Efetivamente, colocou seu nome à disposição do PPS/DF para disputar uma cadeira na Câmara Legislativa, o que deve ser consolidado em convenção no início do próximo semestre, na forma da legislação eleitoral.  Sim, pretende se candidatar.
Tem a pretensão de, um dia, defender nossa cidade na Câmara Legislativa do DF (CLDF), atuando como deputado distrital. As manifestações culturais e desportivas sempre estiveram no foco da sua atuação e dos seus projetos, pois as considera poderosos instrumentos de inclusão e transformação social.
Acredita no poder transformador da política trabalhada de forma séria e dedicada.  Acredita no poder das parcerias e do diálogo.  Acredita na cidade e na transformação que está vindo aí.  Quer fazer parte dessa transformação e espera poder contar com apoio de todos para isso, no momento certo.
Como ele sempre diz, vive e lembra a todos: “Política se faz com arte!”
Para conhecer mais sobre o professor João Carlos Corrêa, sua vida profissional e seus projetos, acesse seu blog: www.blogdojoaocarlos.com.

 

Compartilhe esta noticias em suas redes sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *